Tag Archive for: jogos musicais Meloteca

Jogo de Memória
Tampas metálicas com memória

Como professor de Música nas AEC, juntei em 2014 tampas metálicas de frascos de sumo, de doce, de feijão, de polpa de tomate e criei dezenas de jogos de memória musical e pedagógica.

No âmbito do ProjetArte, em Gaia, continuo a usá-las como recurso que pode ajudar as crianças do 1º Ciclo a aprenderem muitas coisas e a exercitarem a sua memória, a sós, em pares e em grupo.

Em 2023, pedi numa pastelaria em Avintes (Boca Doce) que guardem tampas metálicas. Passo com regularidade por forma a revelar interesse e ir fazendo os jogos. O professor pode ainda motivar aos alunos para fazerem o trabalho de recolha em casa – num projeto fácil de concretizar que promove interatividade entre escola e família.

Lavo e seco bem as tampas. Junto 16 tampas iguais, coloco-as sobre a mesa e escrevo no interior da tampa com caneta do tipo Staedtler fina.

Pode-se imprimir os jogos já feitos, disponíveis ao fundo do artigo, a preto ou a cores, recortar por fora do círculo e colar do lado de dentro da tampa com uma gota de cola.

Para jogar, baralham-nas e dispõem-nas em forma de quadrado (4×4). vira-as aos pares, recorta devidamente as imagens e cola-as no interior das tampas, de modo a formarem pares no jogo. Cada criança joga na sua vez; se encontrar um par, guarda as peças até terminar a jogada. Se não acertou, coloca as tampas na posição em que estavam e o jogo continua com o outro colega. No início, o professor decidirá se a criança que encontra um par continua a jogar, ou se a vez passa a outro.

Os jogos incluem:

  • provérbios curtos
  • trava-línguas curtos
  • tabuadas
  • rimas com nomes de pessoas, cidades, países, rios
  • instrumentos musicais
  • onomatopeias
  • associações
  • tradições
  • natureza

As tampas podem também ser usadas para fazer o jogo da velha, jogos de carica e de encestar. Com pauzinhos de sushi ou de comida chinesa podem ser criados outros jogos em que os jogadores procuram ser os mais rápidos a colocar no seu prato as tampas voltadas (o fundo deve estar voltado para cima).

É conveniente guardar e organizar cada conjunto num saquinho plástico, por exemplo.

António José Ferreira

27 setembro 2014, revisão a 30 de maio de 2023

Jogo dos pauzinhos

Jogo dos pauzinhos

Jogo do Galo

Jogo do Galo

Jogo de Memória

Jogo de Memória

Partilhe
Share on facebook
Facebook
Jogo do comboio da gentileza
Jogos musicais

DINÂMICAS PARA O SUCESSO ESCOLAR

Jogos com música para o desenvolvimento global da criança em Atividades Lúdico-Educativas

Esquema de possível formação para professores, educadores e animadores em que cada atividade é constituída por:

  • Quadra
  • Padrão
  • Jogo
  • Canção

Todos os jogos têm variantes conforme sejam realizados ao ar livre ou em sala, e são escolhidos tendo em conta o perfil da turma. Foram criados para celebrações diversas ao longo do ano e alguns deles são brincadeiras escolares tradicionais recolhidos em escolas do concelho de Vila Nova de Gaia.

Muitos jogos têm associados objetos não especificamente musicais como bolas, tampas, baldes, cestos, paulitos, cordas, peluches que aumentam o interesse das crianças.

Devem ser selecionados de maneira a promoverem a autoestima de todos. Se há jogos em que algumas crianças têm muita dificuldade, há que promover a superação dos seus limites mas, ao mesmo tempo, propor jogos em que eles se destacam. Em vez de excluírem, em boa parte dos jogos atribui-se vidas que os alunos podem ir perdendo mas continuando em jogo para não penalizar quem já tem dificuldades. E se uma criança perde todas as vidas (7, 5, ou 3…) há a hipótese de um grande amigo lhe dar uma.

Destes jogos, uns são jogados à mesa, com tabuleiro, papel ou outros materiais; outros podem ser feitos na sala na sua disposição normal; outros devem ser feitos no exterior.

As quadras podem ser recitadas expressivamente, ou ditas como quem canta, ou cantadas com melodias simples, conhecidas ou originais, e acompanhadas ou por instrumentos reciclados ou por percussão corporal prática e eficaz.

No âmbito da Meloteca já foi dada formação a mais de 1560 professores e educadores de Norte a Sul. Contacte-nos para formações e conheça o sítio Loja Meloteca, onde pode adquirir numerosos recursos a preços simbólicos. Outra plataforma fundamental para o conhecimento da Música em cada concelho é o Musorbis.

Nos últimos anos António José Ferreira tem colaborado com a Porto em projetos publicados e a publicar em Portugal e Angola, o que tem contribuído para melhorar os recursos de forma sustentada.

Em sala

Quadra de passe picado

Em passe picado
eu passo a bola
e mostro saberes
que aprendo na escola.

Dinâmica para dizer rios, cidades, serras, nomes próprios, cantores, instrumentos musicais, animais, plantas, flores.

Quadra de passagem de palma

Passa a palma,
passa já.
Vai daqui
para acolá.

Dinâmica de palma em roda com apresentação

Quadra da fanfarra

Vai pela rua a fanfarra
a tocar na procissão.
As cornetas e os bombos
chamam logo a atenção.

Dinâmica para percussão em marcha
[ instrumentos de percussão reutilizados ]

Quadra de berlinde em arena

Há um jogo de berlinde
que se faz também com bola.
Numa arena reciclada
rola bem, berlinde, rola.

Dinâmica com berlinde ou bola de desodorizante em tampa circular

Quadra de pião

Gira o pião,
o pião que dança.
Quem for campeão
vai jogar em França.

Dinâmica com tampas de amaciador a fazer de piões
[ tampas de amaciador para todo o grupo ]

Quadra de rolhas

[ rolhas ]

O rato roeu,
roeu a rolha,
a rolha da Rita,
da Rita Ribeiro.

Dinâmica de passar rolha em roda sem perder a pulsação, agarrando e passando na sílaba tónica dos dissílabos.
[ rolhas de cortiça ]

Quadra de castanha

Assa uma, assa duas,
mais castanhas tens de assar.
Dá-me uma, dá-me duas,
dá-me outras p’ra levar.

Dinâmica de passagem de castanha em roda

Quadra de letra e função

Cada letra do alfabeto
traz com ela uma função.
Saberá o que fazer
quem está com atenção.

G (gorila)

Dinâmica com ações e sons de animais associados

Quadra de nomes

A cabrinha já saltou
para cima do rochedo.
A mãezinha a ensinou
a ultrapassar o medo.

Dinâmica para saltar a tempo com o feminino, masculino e nome coletivo (cabra, cabrito, cabrada)

Quadra de agrupamento

Convidei os meus amigos
que já tocam bandolim
p’ra tocarmos em concerto
no coreto do jardim.

Dinâmica em que as crianças se agrupam (ou não) conforme o professor disser solo, duo, trio, quarteto, quinteto, sexteto…

Quadra de notas

Dó ré mi fá sol lá si,
São as notas a cantar.
Se são graves ou agudas
Ouve bem para saltar.

Dinâmica de passos ou saltos de acordo com notas da escala
[ linhas de orientação no chão ]

Quadra de tampa percussiva

Uma tampa destampou,
outra há-de destampar
para percutir na mesa
e no corpo do seu par.

Dinâmica à mesa com duas tampas criativas para cada participante
[ tampas de amaciador ]

Quadra do feijão

Do meu feijoeiro grande
eu colhi este feijão.
‘Stá na esquerda ou na direita?
Adivinha qual a mão!

Dinâmica de adivinhação da mão
[ 1 para cada par ]

Quadra de colher

Quero que a bola
não caia da colher,
mas saberei ganhar
e saberei perder.

Dinâmica de transporte de uma bola em colher reciclada de um ponto de partida até até meta.
[ colher de madeira e bola de desodorizante reutilizadas ]

Quadra de maraca

Fiz em casa esta maraca
E a quem é que a vou dar?
A alguém que esteja pronto
e que goste de tocar.

Dinâmica de passagem de maraca de mão em mão, em roda, e execução
[ maraca ]

Quadra de pares

Bato punho com o punho
e a mão com outra mão.
Com o par eu me divirto
a fazermos percussão.

Dinâmica de palmas em pares com quatro gestos percussivos diferentes

Quadra de micro

Passa o micro, ó colega,
mas não deixes de pensar
qual a canção que apresentas
quando o micro te calhar.

Dinâmica de passagem de microfone de brincar em roda em que aqueles a quem calhar cantam um refrão
[ objeto com formato de micro ]

Quadra de cadeiras

Já dancei em muitas vilas,
Em cidades vou dançar.
Esta dança das cadeiras
É o que agora está dar!

Dinâmica de cadeiras em que o último a sentar-se na cadeira perde uma de cinco vidas
[ cadeiras ]

Quadra de cesto

Pega o cesto cheio de ovos
e vai lá vender na feira.
Tem cuidado pelo caminho
para não fazeres asneira.

Dinâmica de equilíbrio para transporte de tampa circular à cabeça
[ tampa ]

Quadra de batata

A batata foi ao forno,
a batata se queimou.
Ficou triste o cozinheiro
que já nada aproveitou.

Dinâmica para passar uma batata “quente” ao colega na roda.
[ batata ]

Quadra de congelamento

O uso polar caçava,
o urso polar caçou,
mas o frio era tanto
que o urso congelou!

Dinâmica de estátua quando um voluntário competente percute uma padrão previamente combinado
[ tambor ]

Quadra de comboio

Vem comigo no comboio
que se chama Cortesia.
Quando chego de manhã
digo sempre: “Olá! Bom dia!”

Dinâmica para destacar a cortesia em forma de comboio com as mãos nos ombros do colega da frente

Quadra de disco

Quem quiser ser desportista,
para ser um campeão,
tem de fazer exercício
no inverno e no verão.

Dinâmica para lançamento de disco desde uma linha de lançamento
[ uma tampa de balde de azeitonas ou tremoços para cada jogador ]

Quadra de bola

Bate a bola, bate forte,
sem perder a pulsação.
Tem cuidado com a bola
para não rolar no chão.

Dinâmica para bater a bola no chão passando ao colega.
[ bola ]

Quadra do planeta

Tem cuidado com a terra,
tem cuidado com o mar.
Não estragues o planeta
e aprende a reciclar.

Dinâmica com passagem de bola para sensibilização ambiental
[ bola maleável ]

Quadra de balão

Dá um toque muito leve,
dá um toque no balão.
Joga com a tua equipa
para não cair ao chão.

Dinâmica para manter o balão no ar, em equipa, em silêncio e com pés colados ao chão
[ balões ]

Quadra de concha

Vai andando o caracol
no seu passo muito lento
e entre as plantas do jardim
ele encontra o alimento.

Dinâmica para caminhar com tampa nas costas sem a deixar cair
[ tampas ]

Quadra de bola rolante

Roda a bola, roda, rola,
Põe a bola a rolar.
No recreio da escola
É que eu gosto de jogar.

Dinâmica para passar a bola a rolar a um colega dizendo o animal que começa pela primeira letra do seu nome
[ bola ]

Quadra de caranguejo

Na areia da praia marcho,
na água do mar eu nado.
Adivinha quem eu sou,
sabendo que ando de lado.

Dinâmica para andar de lado de uma linha de partida a uma linha de chegada

Quadra de centopeia

Centopeia, centopeia,
Tem cem pés, tem cem patinhas.
Entra nesta centopeia,
Mexe os pés, usa as mãozinhas.

Dinâmica para caminhar com as mãos nos ombros do colega e comer (tocar) vermes e caracóis.

Quadra do Sílabo

O dissílabo convida
Os amigos para dançar:
Saberás pelo teu nome
se o convite é para aceitar.

Dinâmica para identificar o seu nome como monossílabo, dissílabo, trissílabo ou polissílabo

Quadra de carta

Vou mandar uma mensagem
a um amigo especial.
Ele alegra-me e apoia
quando eu me sinto mal.

Dinâmica para mandar mensagem a um amigo.
[ envelope ]

Quadra de memória

É um jogo de memória,
vamos lá emparelhar!
Quando vês um instrumento
tenta descobrir o par!

Dinâmica de memória para emparelhar objetos com identidade voltada para baixo
[ jogo de memória para 4 grupos ]

Quadra de cores

Tem o céu muitas estrelas,
outras tantas tem o mar.
São espécies coloridas
que ultrapassam o milhar.

Dinâmica para encontrar a cor referida na sua roupa ou na proximidade

Quadra de caneta

Passa, passa a caneta
E aproveita p’ra pensar.
Vais dizer a tua rima
Quando a música parar.

Dinâmica para dizer rima com base no seu nome, ou de outra forma.
[ caneta gasta ]

Quadra de dragão

Sou dragão, sou poderoso,
tenho cauda de serpente.
Os meus olhos são de tigre
E assusto toda a gente.

Dinâmica para por o dragão a crescer quando a cabeça toca num colega que passa a ser a cabeça, e assim sucessivamente

Quadra da Europa

Nós temos bonitas danças,
a rusga e o corridinho,
o vira e a cana-verde,
a chula e o bailinho.

Dinâmica para identificar países num mapa imaginário ao ar livre

Quadra de limbo

Quem passou, passou,
se não passou, passasse.
Quem treinou, treinou;
se não treinou, treinasse.

Dinâmica inspirada em dança de Trindade e Tobago em que os jogadores devem passar por baixo de corda
[ corda ]

Quadra do galo

Tenta colocar as peças
numa mesma direção.
Ganhas, perdes ou empatas:
o que vale é a diversão!

Dinâmica para fazer o jogo do galo por equipas (ou em pares)
[ 9 arcos e 5+5 tampas de cor diferente ]

Quadra de Páscoa

Páscoa é tempo de cantar,
de brincar e ser feliz.
Vou oferecer-te um ovo
para ver se tu sorris.

Dinâmica com passagem de ovo em que cada um passa o seu e recebe outro perdendo uma de três vidas se passar mal
[ ovo Kinder ou outro ]

Quadra de funções

Para cada número
há um movimento.
Já que tens ouvido,
fica bem atento!

Dinâmica de audição atenta em que a 4 ou mais números é atribuída uma ação

Quadra de polícia

Neste tempo todos querem
ser aquilo que não são.
Há quem faça de polícia
e quem queira ser ladrão.

Dinâmica para perseguição policial a ladrão durante um tempo determinado para o Carnaval

Quadra do livro

Um bom livro é um amigo
que está sempre ao meu lado.
Aconselha-me e aponta
o que é apropriado.

Dinâmica para passagem de livro e dizer lengalenga ou trava-línguas
[ livro ]

Quadra de titãs

Empurrava o Renato,
Empurrava o João.
Tanto eles empurraram
Que um deles caiu ao chão.

Dinâmica de pares em que cada criança em pares tenta com as mãos fazer que o colega mexa os pés sem mexer os seus

Quadra de carapaça

Vai a tartaruga
muito devagar.
Tem o tempo todo
Para lá chegar.

Dinâmica de andamento lento com carapaça feita de tampa nas costas
[ uma tampa para cada jogador ]

Quadra de saqueta

A saqueta vai na mão.
Ouve se ela cai ou não.
A saqueta está a passar.
Onde é que ela vai parar?

Dinâmica de lencinho com saqueta reciclada
[ saqueta ]

Quadra de condução

Vais de mota ou de automóvel?
Então vai pela direita.
Para no sinal vermelho,
que o perigo está à espreita.

Dinâmica para assimilação de regras de trânsito, lateralidade e atenção ao outro
[ volantes ou guiadores ]

Quadra de túnel

Neste túnel há perigos
que nem estás a imaginar.
Tem cuidado que o teto
até pode desabar.

Dinâmica em que uma criança tem de passar num túnel com crianças com pés fixos ao chão sem levar com o desabamento das mãos

Quadra do cartucho

Já meti uma castanha,
mais castanhas vou meter.
O cartucho vai-se enchendo
de castanhas para comer.

Dinâmica para encestar bola de papel ou “castanha” presa por um fio a um cartuxo reciclado
[ cartucho ]

Quadra de manossolfa

A escala é uma escada
a subir e a descer.
Faço gesto com a mão
para não me esquecer.

Dinâmica para fazer cada gesto de mãos da escala associada à sua nota

Quadra das saquetas

Passa um saco, passa outro,
o terceiro e o quarto,
passa o quinto, passa o sexto.
Acabou! Já estou farto!

Dinâmica de passar saquetas recicladas com conchas, sendo uma delas de cor diferente, o que dá 100 pontos a quem o tiver no momento em que para a canção.

Quadras do Ímpar Par

Qual o número de letras
do teu nome vais mostrar.
Ímpar junta-se com ímpar
e um par com outro par!

Dinâmica para reunir crianças em pares conforme o professor diga Ímpar-Ímpar, ou Par-Par.

Quadras de Manossolfa

A um dó juntou-se um dó
no jogo do emparelhar.
Apareceu então o Ré
Que outro Ré quer ter por par.

Dinâmica em roda em que cada um inicia um novo par um emparelha uma nota com gesto de mãos

Quadra de desafio

O Adão tocava adufe
e um grupo quis formar.
Xavier do xilofone
convidou-o a tocar.

Dinâmica em que cada escolhe um instrumento que começa pela primeira letra do seu nome e desafia um instrumento/colega a fazer música.

Quadra do cocas

Qual o número da sorte?
Qual a letra do azar?
Quero ver o meu destino
e o que me vai calhar.

Ao ar livre

Quadra de encestar

Se és um basquetebolista,
para seres campeão,
tens de bater bem a bola
e lançá-la com a mão.

Dinâmica de encestar bolas ou tampas recicladas, brancas ou coloridas, por equipas, num cesto de papéis.
[ cesto de papéis e bolas de desodorizante, ou tampas de cores ]

Quadra de pontos cardeais

Ora eu visito o Norte,
ora sigo para Oeste.
Ora faço praia a Sul,
ora subo para Leste.

Dinâmica com movimento e deslocação conforme o ponto cardeal mandado
[ tampas verde, azul, amarela e vermelha ]

Quadra de alimentos

É tarefa dos coelhos
arranjarem que comer.
Para quem é a cenoura,
para quem é que vai ser?

Dinâmica com lançamento de tampas por um grupo em direção a uma tampa de cor diferente.
[ tampas, uma delas de cor diferente ]

Quadra de corda

Vamos lá entrar no jogo
que o salto faz-te bem.
Sei que és um bom atleta
se tu saltas até cem!

Dinâmica de salto à corda (grande, presa a um poste)
[ corda grande ]

Quadra de salto

Salto eu e saltas tu,
para vermos quem mais salta.
Salta, corre e caminha:
o exercício faz-te falta.

Dinâmica para saltar na última sílaba tónica de cada verso de uma linha de partida a uma linha de chegada

Quadra de caçada

Se és um animal da selva
Tu precisas de saber
Como deves atacar,
Como podes defender.

Dinâmica de caçadinha criativa com predador, presas e área protegida

Quadra de disco

Voa o disco no recreio
da minha mão para a tua.
Não o lances muito alto,
não vá ele para a Lua.

Dinâmica para lançar disco em pares
[ tampas ]

Quadra de teclas

São 88 as teclas
que um bom piano tem.
Se entre as notas houver saltos,
tu vê lá se saltas bem!

Dinâmica para saltar na proporção de um intervalo entre notas, para a esquerda ou direita (Dó – Dó; Dó -Ré; Ré – Fá)

Quadra de barqueiro

– Quero ir à outra margem
visitar a minha amiga.
– A viagem é barata,
só lhe custa uma cantiga.

Dinâmica de barqueiro adaptada em que só passa quem pedir corretamente e fizer a ação esperada

Quadra de localização

Ora vou à serra,
ora vou à praia.
Ora vou ao Porto,
Ora vou a Gaia.

Dinâmica para localização e acesso rápido a regiões

Quadra de pássaro

Tem coragem passarinho,
tem coragem, melro novo.
Salta agora do teu ninho
que já não estás no ovo.

Dinâmica com passagem amigável de peluche
[ pássaro de peluche ]

Quadra de poldras

No leito do rio há pedras
para chegar ao outro lado.
Salto sem cair ao rio
para não ficar molhado.

Dinâmica para salto de arco em arco individualmente ou por equipas
[ 5 ou 10 arcos ]

À mesa

Quadra da vida

Se soubeste a palavra
Que estava aqui escondida,
És o vencedor do jogo,
E ganhaste uma vida.

Dinâmica em que se deve acertar letras e palavras para não se ser enforcado

Quadra da palavra inesperada

As palavras têm ritmo,
têm vida e sentidos.
Têm música nas letras
e sons muito coloridos.

Dinâmica em que cada um diz uma letra de uma palavra e o colega acrescenta outra
[ folha A5 e lápis ]

Quadra de copo

Olha a taça, agarra e passa
sem perder a pulsação.
Ganha a taça quem trabalha
para ser um campeão.

Dinâmica de passagem de copo ou taça reciclados
[ um copo reciclado de amaciador da roupa para cada jogador ]

Jogo do comboio da gentileza

Jogo do comboio da gentileza

Partilhe
Share on facebook
Facebook
Caninana spilotes, créditos António Bordignon

Canções com brincadeira de túnel

Neste túnel há perigos

[ António José Ferreira ]

Neste túnel há perigos
que tu nem estás a ver.
Tem cuidado co’as serpentes
que estão prontas a morder.

Neste túnel há perigos
que não estás a imaginar.
Tem cuidado com as cobras:
têm veneno p’ra matar.

Antes de cada jogada, as crianças recitam expressivamente ou cantam.

JOGO

As crianças estão em pé lado a lado, em dois grupos, voltadas umas para as outras. Algumas formam o túnel, outras, intercaladas, são serpentes camufladas. O cientista que anda a explorar a selva tem de ir com muito cuidado para evitar as mordeduras de serpente.  Esta tenta tocar nas costas, lado ou da barriga da criança. Se esta se aperceber agarra-lhe a mão capturando-a. Se a criança for mordida, escolhe um colega para o substituir, e assim sucessivamente.

Se uma serpente atingir o explorador com muita força é excluído da jogada.

Caninana spilotes, créditos António Bordignon

Caninana spilotes, créditos António Bordignon

A brincadeira foi inspirada numa prática em que jogadores do Futebol Clube do Porto, em dia de aniversário do Taremi, formaram um túnel em que o aniversariante passou, recebendo palmas e palmadas suaves nas costas. Há uns 40 anos as crianças que faziam o túnel batiam com força. O objetivo do jogo aqui recriado é brincar com gentileza.

Nesta rua só há mimos

[ António José Ferreira ]

Nesta rua há muitos mimos
que não se podem mexer.
Se quiseres fazer mimos
faz os mimos sem eu ver.

As crianças são mimos (estátuas vivas) em posição de túnel. Uma delas passa pelo túnel. Se o “turista” vir alguma criança a mexer, ela deixa de ser mimo e trocam de posições. Os vencedores são os mimos que nunca foram apanhados a mover-se.

Partilhe
Share on facebook
Facebook
Raposa

Jogo musical de caçadinha ao ar livre

Ai que cauda tão vistosa!
Ai que lindo o focinho!
É decerto uma raposa
Procurando coelhinho.

Fox!

A brincadeira musical da raposa faz sentido num espaço amplo ou, sobretudo, ao ar livre. Seja no 1º Ciclo ou no Jardim de Infância, as crianças vivenciam em jogo as relações de predador/presa na natureza e brincam com isso fazendo de conta.

O educador ou professor diz um verso e as crianças repetem; depois dois versos; finalmente, a quadra inteira. Fox, raposa em Inglês, será a palavra que dará início à caçada. Pode-se cantar com uma melodia simples, conhecida ou inventada; ou pode-se declamar simplesmente de uma forma expressiva e com ritmo. Depois, as crianças dispersam-se, mantendo uma distância de um metro.

Uma criança (ou duas) fará de raposa; as outras serão galinhas e coelhos. Há um local (galinheiro) para onde as galinhas poderão fugir e a raposa não conseguirá caçá-las. Outro local será a toca, onde os coelhos estarão em segurança.

O adulto explica que a raposa também come ratos, escaravelhos, ouriços, perdizes e lagartixas. Se alguém quiser, pode representar esses animais. Movem-se num espaço designado por “monte”.

Para confundir e atrapalhar a raposa, uma criança fará de “criança”, e não será atacada, podendo mesmo defender as galinhas.

Quando o professor disser “Fox”!, começa a caçada. Enquanto o professor improvisar, em tambor de mão, a raposa pode caçar. As presas que foram apanhadas ficam fora da jogada. Quando terminar, dando um toque de regresso assertivo no tambor, combinado com a turma, termina a caçada e as crianças voltam aos seus lugares. A raposa cessante nomeia nova raposa, e assim sucessivamente.

[ Este jogo, indicado para o Dia do Animal, 4 de outubro, ajuda a assimilar e desenvolver competências de Estudo do Meio, ao longo do ano. ]

Raposa

Raposa

Partilhe
Share on facebook
Facebook